Segredo da longevidade japonesa pode estar nas algas

 

kombu

Kombu é uma forma popular de alga comestível, rica em fucoidanos.

 

Durante a última década, houve um avanço considerável na pesquisa sobre o envelhecimento, referente ao estudo das  moléculas conhecidas como fucoidanos.
Fucoidanos são encontrados quase exclusivamente em certos tipos de algas. Seu potencial antienvelhecimento surgiu em várias análises da dieta japonesa, particularmente entre os habitantes da ilha de Okinawa, conhecida por sua alta concentração de pessoas centenárias.

Existem muitas variedades de algas comestíveis no Japão, tais como wakame, Mekabu e kombu, entre outros. Estas espécies particulares contêm altas concentrações de moléculas de fucoidanos.

Comer alimentos ricos em fucoidanos pode ajudar o sistema imunológico a combater infecções e doenças. Um dos benefícios de saúde mais poderosos reivindicados para fucoidanos é o seu suporte funcional do sistema imunológico do corpo, de acordo com o nutricionista clínico Ken Babal, autor de “Seafood Sense.” Ele cita vários estudos que se debruçaram sobre esse aspecto de propriedades medicinais do fucoidanos. Babal observa que um pesquisador comparou a composição nutricional de fucoidanos à do leite materno, “o alimento imunológico mais conhecido e perfeito .” O polissacarídeo dá ao sistema imunológico um grande impulso, aumentando a fagocitose, o processo através do qual as células brancas do sangue atacam e destroem os agentes patogênicos, tais como bactérias e vírus. Fucoidanos também aumentam o número de glóbulos brancos maduros que estão circulando em seu corpo, reforçando, assim, a primeira linha de defesa contra infecções e doenças.

Os estudos in vitro produziram evidências promissoras de que os fucoidanos pode gerar benefícios aos seres humanos, tais como supressão do colesterol alto, anti-úlcera, efeito anti cancro, um aumento da supressão da pressão arterial, ação antiviral, antibacteriana, anti-Helicobacter pylori, anti-inflamatória, efeitos antialérgicos, melhora na função do fígado , promoção do movimento  intestinal, etc. Além disso, há esperança na ação anti-SIDA, pois estudos de laboratório em animais revelam que os fucoidanos preveni certas doenças infecciosas, bloqueiam as células cancerosas,  evitando que se espalhem e desencadeando sua morte.

Há mais de 1.000 estudos publicados atualmente sobre os fucoidanos , 128 deles mostram como ele ajuda no combate ao câncer, e 18 dos quais são específicos para o câncer de mama .

fonte: http://www.jafra.gr.jp e http://www.comicb.com

Deixe um Comentário

* Indicar Campos Obrigatórios