Os segredos da longevidade no Japão

idoso no japão

Hoje em dia o Japão reina como o “país  da longevidade no mundo”, na verdade, você sabia que até a poucas décadas atrás, era uma país de pouca longevidade?

Afirmava-se que “a vida de 50 anos”, um slogan de 1947 referente ao que foi alcançado, mas como a sociedade japonesa depois da guerra, conseguiu essa façanha?
◆ “Japoneses = longevidade” é a história do pós-guerra

história do pós-guerra
Na história, a média de vida dos japoneses em 1880 (final do período Edo), era de até 30 (homens e mulheres).

Em pouco tempo, a vida foi se estendendo pouco a pouco, para conseguir, finalmente, “a vida de 50 anos”, em 1947, em 1950 os homens atingiram 58 anos de idade e as mulheres 61,5 anos, de qualquer forma, ainda a média de vida era mais baixos entre os países desenvolvidos.

Então, até os idos de 1960, a Suécia e a Austrália eram famosos como os “países da longevidade”. Ultrapassou a Suécia em 1970, em 1985  finalmente atingiu a maior média de vida entre as mulheres no mundo, e os homens também subiram para o segundo lugar, perdendo apenas para a Islândia.
Exatamente no mesmo momento que houve a reconstrução do pós-guerra no Japão, a vida também passou a crescer rapidamente.

O primeiro é mencionada como uma razão, pois os casos de disenteria e pneumonia foram reduzidos, assim a taxa de mortalidade de recém-nascidos foi menor. A tuberculose, que foi chamado como a doença nacional capaz de ser tratada, “vitória contra a infecção”.

Também, os pontos principais foram a melhoria do estado nutricional e desenvolvimento médico, venceram a má alimentação, isso é um grande fator na melhoria da situação nutricional.

Nos últimos anos, o câncer foi menor entre os japonês, mas com a “ocidentalização da dieta” houve um aumento com as doenças relacionadas com o estilo de vida, como o aumento da quantidade de proteína animal na nutrição.

O “desenvolvimento médico” é também, naturalmente, importante. Muitos tratamentos de doenças foram estabelecidos no “sistema de seguro universal”, onde qualquer um pode agora receber cuidados médicos igualmente avançados no Japão.

Na verdade, a vida média em um país desenvolvido é alta devido as melhorias da assistência médica. Onde “pode-se curar também o doente”, e “pode-se permanecer vivo”.

Também considera-se o efeito de outras “atividades educacionais”, como a rede de comunicação desenvolvida no Japão, porque a taxa de alfabetização é alta, assim você pode espalhar a informação a todas as pessoas. Além disso, há basicamente um caráter nacional, se disse: “Vamos abster-se do sal”, há um movimento para que isso ocorra.
Daqui para frente no Japão, a preocupação é o cuidado com a ingestão excessiva de gordura animal e o sedentarismo, para que ainda seja o “país da longevidade no mundo”.

Fonte: http://longevitysecret.info/longevity/japanese.html

Deixe um Comentário

* Indicar Campos Obrigatórios