Como aprender japonês ou outra língua mais rápida?

professora na lousa

A neurociência, é uma ciência que estuda o sistema nervoso, é interdisciplinar que colabora com outros campos como educação, química, ciência da computação, etc. Com base em estudos da neurociência, é possível chegar a algumas dicas para acelerar o processo de aprendizagem de uma língua, veja:

  1. Crie um contexto
    Em que situação seu cérebro ficaria mais ativo, quando você está perdido em Tókio e precisa de ajuda ou em uma sala de aula repetindo frases monótonas?

Com certeza o senso de urgência fala mais alto nessas situações, por isso devemos sair da zona de conforto e buscar vencer nossos medos e o comodismo, para que mora no exterior é mais fácil vivenciar essas situações e praticá-las, mas há muitas pessoas que por medo de errar ou comodismo ficam estacionadas no aprendizado, mesmo vivendo no exterior.

Procure praticar nas diversas oportunidades que forem aparecendo, caso não consiga se expressar corretamente procure falar usando palavras simples e mesmo com erros gramaticais, tente transmitir a mensagem principal, vença o medo, então com o tempo você irá aprender mais rapidamente do que você imaginaria.

  1. Assista filmes
    Uma criança aprender primeiro vendo, ouvindo e depois de anos aprende a escrever, esse processo é simples e natural, assim da mesma forma você pode aprender assistindo filmes.

Primeiro durante uma semana você assiste a um filme com áudio em japonês, mas com legendas em português, depois na semana seguinte troque a legenda para o japonês, então na semana seguinte veja tudo sem legenda.

Esse processo faz com que o cérebro grave as informações de maneira mais dinâmica por associação, pois relacionamos  o que ouvimos com o que vemos (som/imagem/significado).

  1. Ouvir música
    Escolha um cantor ou estilo musical japonês que lhe agrade e ouça freqüentemente, procure a letra para acompanhar a música e aprender seu significado. Quando estamos relaxados o processo de aprendizado é mais eficiente, não é à toa que muitas invenções foram criadas em momentos de relaxamento
  2. Use palavras no seu cotidiano

Insira palavras em japonês em conversas no dia a dia, palavras shigoto, kaisha, etc, são comuns, mas amplie esse repertório de palavras. Caso tenha receio de usá-las, procure falar consigo mesmo, como um “amigo invisível”, parece estranho, mas funciona.

Deixe um Comentário

* Indicar Campos Obrigatórios